Pesquisar

Satori Rei

CONSCIÊNCIA DE ENERGIA UNIVERSAL

Mês

Julho 2015

O MESTRE EM SI

Por toda uma vida procuramos um Mestre. Um exemplo que nos guie, que nos oriente, nos ajude a ver as coisas como são e como podem ser resolvidas, como se deve viver a Vida, o que acreditar e o que excluir.

Por si só, esta atitude já tem muito que se lhe diga. Não é nada mais que uma busca pela Aceitação exterior, pela Auto validação. Uma manifestação de toda a nossa insegurança interior, falta de confiança nos nossos próprios “instintos” e mais gravemente uma des-responsabilidade pelo rumo das nossas vidas e das nossas escolhas.

Para além de um cérebro e uma Mente, a Criação deu-nos muito mais,… a perspetiva da Individualidade como parte de um Todo! Quer dizer que, cada um de nós é uma peça distinta de um puzzle. Que só juntando todas as peças, cada uma das nossas perspetivas, conseguiremos compreender o Todo, o Universo em toda a sua complexidade e infinitividade, a Verdade Absoluta.

O que é um Mestre senão uma vida consciente, uma frequência do Conhecimento inato em cada um de nós? A verdade ressoa com a nossa alma, o nosso coração e isso podemos sentir claramente. No seu sentido mais espiritual, um Mestre é um Professor, alguém que nos aponta a direção do Conhecimento, mas não do nosso caminho individual.

O Mestre que tanto procuramos está dentro de nós, em cada um de nós! Este é o caminho para a Quinta Dimensão, o verdadeiro significado da tão anunciada vinda de Cristo, o despertar do Conhecimento do Amor Universal e incondicional. Quando se diz que todos nós somos um Micro Universo, “feitos á semelhança de Deus”, está subentendido que todas as respostas às nossas perguntas e dúvidas também estão dentro de cada um de nós. Basta aprender a ouvir a nossa voz interior, a nossa Consciência Cósmica.

Nós temos tudo o que precisamos, e mesmo quando não conseguimos aceder à nossa sabedoria interior, eis que o universo exterior reflete as respostas incessantemente até à sua compreensão e aceitação. Não há como não compreender, a não ser por escolha própria! No decorrer da nossa vida, encontramos inúmeros Mestres, sob infinitas formas, desde família, amigos (humanos e animais inclusive), menos amigos, situações, pré-disposições, emoções, mensagens e sonhos recorrentes, etc. Basta querer ver! Mas estes Mestres exteriores, somente nos apontam a direção, não podem resolver os nossos problemas, nem viver por nós o nosso caminho individual da Evolução. Só o Mestre em si mesmo, saberá exatamente qual o verdadeiro caminho, qual a sua “perspetiva” única e individual que contribuirá para a harmonia do Todo.

Confie em si, sem exceção! Aprenda a ouvir-se! Use a sua intuição, siga os seus sonhos e verdadeiros interesses, a sua visão própria!

Eli de Lemos

Anúncios

O FALSO AMOR INCONDICIONAL

No começo de qualquer caminhada espiritual, o Medo não desaparece como por magia. Pelo contrário, o medo adapta-se e coexiste durante muito tempo, disfarçado sob diversas formas e falsas ideologias.

O Falso Amor Incondicional existe, e é nada mais que o medo disfarçado de “trabalhador da luz”, de benfeitor. O que o distingue do real Amor são as suas intenções ou falsas pretensões de corrigir os outros, de conquistar uma determinada reputação e respeito, de angariar benefícios sociais e/ou financeiros, são as motivações subconscientes. Enquanto existir em nós qualquer tipo de medo, estaremos sempre à sua mercê, inconscientemente.

O verdadeiro Ser Iluminado não bajula os outros por medo de não ser aceite e respeitado. Não se aproxima das pessoas por benefício próprio, não fala de amor somente por palavras sem ações correspondentes, não se identifica perante o mundo como um Ser de Luz, porque sabe que somos todos Seres de Luz. O verdadeiro Ser iluminado brilha por si só, irradia amor simplesmente pela sua presença, não se impõe por palavras, longos discursos e constantes opiniões de quem tanto sabe. Abre caminhos, deixa as pistas, semeia opções e novas escolhas!

É necessário muito trabalho interior, muita introspeção, humildade, honestidade, uma extrema dose de paciência e perdão, durante anos e anos, e muita fé e coragem. Só assim, começaremos a compreender o verdadeiro Amor incondicional, a verdadeira ligação com tudo o que existe, a verdadeira essência do Universo e da Unidade, da Criação e toda a nossa existência.

O verdadeiro conhecimento é universal, e inspirado pela inteligência universal, a Consciência Universal. Não pode e nem é propriedade de ninguém. É por esta razão que os mais sábios pensamentos e conhecimentos reaparecem em diferentes épocas, e por muitos pensadores distintos. É uma herança de todos nós.

É também importante compreendermos que todos caímos no Falso Amor Incondicional eventualmente, sem exceções. Ninguém nasce completamente Iluminado, e faz parte do nosso crescimento, da nossa “Consciencialização” ou “Despertar”. Comecemos por identificar os nossos medos, aceitar e compreender pelo Amor. Cada medo resolvido é um passo em frente para a verdadeira libertação!

Eli de Lemos

O CONCEITO DE AMOR INCONDICIONAL

O Amor tem sido desde todo o sempre o mistério mais bem guardado e procurado por todos.

Entende-se hoje que há muitos tipos de Amor, e de facto há tantas maneiras de amar quantas facetas poderá ter o Amor. Falo-vos do Amor individual, do Amor paternal e familiar, falo-vos da Amizade, da Compaixão, do Perdão, da Generosidade, da Compreensão, etc., de infinitas possibilidades de manifestações do Amor e da sua verdadeira essência.

Mas a verdadeira essência do Amor Incondicional é muito mais que tudo o que até agora foi descrito e consagrado em meras palavras, o verdadeiro sentido do Amor está no Sentir. Não nos breves momentos de euforia e de felicidade, porque muito mais que uma emoção ou sentimento, o Amor é uma energia, mais especificamente, o Amor é a Energia Original e criadora do Universo.

O Amor Incondicional é o mais puro estado do Ser. Faz parte de todos nós, de tudo o que existe, de tudo o que já existiu e tudo o que irá existir. Cada um de nós, cada ser vivo é uma manifestação do Amor. E é exatamente essa essência do Ser que tanto procuramos na nossa intemporal busca religiosa, espiritual, filosófica e existencialista. Quem somos? Somos uma manifestação física do Amor. De onde vimos e para onde vamos? Para o estado mais puro, energeticamente falando, na sua frequência mais elevada: o Amor Universal. O que fazemos? Experienciar e compreender conscientemente o Amor nas suas infinitas formas e manifestações possíveis e imagináveis.

Eli de Lemos

OS GRANDES DESAFIOS DO DESPERTAR E DA UNIDADE

Vivemos tempos incríveis estes, muito para além de qualquer imaginação ou sonho manifestado. Isto porque, o Conhecimento transcende-nos, antecede-nos, faz parte de um Plano Superior. E assim, começa o Despertar!

O que é o Despertar?

Como o próprio nome indica, despertamos para uma nova realidade. Começamos a perceber nas pequenas coisas, que tudo serve um propósito. Nada acontece por acaso. Que a nossa vida segue uma corrente de eventos (coincidências), desafios, experiencias, … aprendizagem! – A Sincronicidade. Abre-se a perspetiva de que não estamos sozinhos nem à mercê dos nossos caprichos, que “algo” nos guia, e nos protege, até mesmo de “nós próprios”. O Despertar não é mais que o reencontro da nossa espiritualidade, da nossa origem, do nosso verdadeiro SER.

Qual o propósito do Despertar? Porquê Agora?

Para começar, tudo serve o processo de Evolução! Esta é a palavra-chave do momento, o Plano Superior Divino, tudo faz parte da Evolução do Universo.

O Despertar serve o próximo passo evolutivo da energia universal, manifestado no plano físico, dos seres ditos racionais: a UNIDADE!

Voltamos novamente a nossa atenção à “velha discussão”, a nossa vida pertence-nos ou seguimos uma força maior chamada Destino? A resposta é simples: ambos! Fazemos parte integrante do Universo, quanto a isso não há como escapar, nem nos convinha de forma alguma. Como somos manifestações da Energia Universal, não lhe pertencer significaria não existir, pura e simplesmente!

Imaginem a Evolução como uma grande escadaria, cada fase um degrau, um nível do Conhecimento da grande Consciência Universal. Relembrando as bases, em que tudo é Energia, assim cada degrau representa uma frequência energética e vibracional. Cada frequência contém em si mesma conhecimentos chave característicos, que uma vez “compreendidos” nos levam ao próximo degrau.

Hoje, denominamos cada degrau ou frequência vibracional de Dimensão. E quem já não ouviu falar da Terceira Dimensão, ou Quinta Dimensão? Aqui está o Segredo da nossa atualidade, de todos os acontecimentos quer de baixa frequência como as guerras, a crise económica, as “doenças”, quer de alta frequência, o Despertar de cada vez mais seres, e a Unidade.

Porquê Despertar Agora? Porque estamos vivendo uma época de transição vibracional, da Terceira Dimensão, para a Quinta Dimensão. É importante compreendermos que esta transição transcende-nos, faz parte da Evolução Universal. Aceitar este facto significa “ascender” a um mais elevado nível de consciência, de Ser. Não aceitar, significa Resistência e estagnação do processo, o que não nos é “natural” e por conseguinte atrasa e dificulta imensamente a nossa própria evolução!

Basicamente, o que caracteriza a Terceira Dimensão é a individualidade, a conquista de objetivos pessoais, o conhecimento da presença do Eu, como Ser separado do Todo, a Dualidade em tudo o que existe (segundo claro a nossa perceção tridimensional). Na base dessa Dualidade, e em paralelo com a Lei do Género (ver artigo “Compreendendo a Dualidade), temos a Energia Universal, criadora: o Amor, e o seu oposto correspondente, o Medo. Uma das bases universais, a Lei da Polaridade, ou Lei dos Opostos, em que tudo é dual e os opostos são apenas extremos do Todo. Assim é o perpétuo movimento vibracional entre o Amor e o Medo. Ou seja, nesta dimensão, amar origina Medo, medo de perder o amor (perder o momento, a frequência), e que por sua vez e por excesso volta-nos novamente para a necessidade de amar como parte vital da nossa existência, o amor-próprio, o amor pela vida e por tudo.

Porque a existência da Dualidade? Se compreendermos a nossa origem, como parte física manifestada do Amor, a Energia Primordial que criou todo o nosso Universo, tudo o que existe, e que toda a energia é vibracional, ou seja, está sempre em constante movimento, experienciar o seu oposto, significa compreender, redescobrir e “abraçar” o nosso Eu Superior.

Mas como nada foi criado ao acaso, o Criador deu-nos opções. Sem essas ficaríamos estagnados numa realidade constante intemporalmente. Lembremo-nos, isto é apenas um degrau, uma fase duma longa escadaria.

A Lei do Livre Arbítrio.

Esta lei é a solução para a Terceira Dimensão, para podermos aceder a dimensões superiores, nomeadamente à Quinta Dimensão e outras. Comos seres tridimensionalmente individuais, temos o direito cósmico de escolher! Cabe a cada um escolher a realidade que deseja experienciar, e obviamente as consequências das nossas escolhas e decisões – o Karma. Neste processo específico, somos criadores da nossa própria existência. Este é um “presente” do Criador, uma reflexão da sua essência, feitos à sua imagem!

Sob um ponto de vista mais quotidiano, é através da Livre Escolha que transitamos entre emoções de baixa frequência (como o Medo primeiramente, o ódio, a raiva, a inveja, a ganância, etc.) para as emoções de alta frequência (o Amor, a Paz, a Alegria, a partilha, a compaixão, etc.). Temos essa escolha, a qualquer momento e a cada situação da vida. É tão simples quanto isso, basta escolher conscientemente! Nós somos seres livres, não estamos destinados nem condicionados à tristeza e ao sofrimento, isso é uma ilusão. Digo e repito: nós somos criadores da nossa própria existência!

Como transcendemos desta realidade? Primeiro à que ganhar consciência, para isso serve o Despertar, o conhecimento de que muito para além de um corpo físico com limitações somos uma Alma, um Ser energético, que dá vida a esse mesmo corpo físico. Como explicou e muito bem, o grande autor contemporâneo Eckhart Tolle, na sua magnifica obra “Um Novo Mundo”, que de toda uma vasta palete de emoções que podemos experienciar, só três correspondem verdadeiramente à nossa essência espiritual: o Amor, a Paz, e a Alegria! Esta é a nossa essência, a base do nosso Ser, tudo o que verdadeiramente existe! É absolutamente natural a nossa transição da Terceira Dimensão para a Quinta, a dimensão do Amor. Não transitar significa renegar a nossa essência, rejeitar o nosso Ser!

Continuando na perspetiva tridimensional, deparamo-nos com um novo desafio: a competição, a corrida pela “ascensão”, quem aceder primeiro é superior e mais iluminado. Pura ilusão! Continuamos a pensar através do medo e não da Alma, do “coração”. Todos nós temos a mesma base, a mesma energia criadora, e todos sem exceção transitaremos eventualmente. Não é uma corrida contra o tempo, mas sim a favor do Conhecimento e da Consciência (versus a Ignorância e o Medo). Não se trata de um tempo, uma data específica mas sim de alinhamentos cósmicos, de Harmonia Universal, porque fazemos parte de um Todo, e o nosso equilíbrio energético é parte integrante do Equilíbrio Cósmico.

O grande processo de Evolução não vai “parar” ou abrandar por não nos sentirmos preparados!

Presentemente, cada um de nós está a ser assolado por uma avalanche de emoções, principalmente quem já começou a despertar e está agora a fazer os seus primeiros passos rumo à Unidade. Este fenómeno tem várias razões e explicações.

Outra grande característica desta época presente é a elevação frequencional da energia. Este é um processo necessário para a transição de dimensões, não podemos encaixar uma melancia dentro de uma cereja, dai a natural e gradual adaptação à “nova” frequência. Isto traz-nos impacto a nível físico, mental e emocional.

Em primeiro lugar, iremos passar por uma transformação física, e para que isso aconteça, temos obrigatoriamente que passar por um processo de limpeza e desintoxicação. Mau estar, dores, sintomas de gripe como a febre, as dores de cabeça, descargas intestinais, etc. Necessitamos de limpar as nossas células de todo o material tóxico com o qual vivemos diariamente. Adaptar novas hábitos saudáveis uma alimentação mais cuidada, orgânica. Numa segunda fase, a descoberta de novas funções que julgávamos inexistentes, como a capacidade de regeneração, a capacidade de cura e auto-cura principalmente, a ativação de “novos” mecanismos como as Glândulas Pineal e Timo (Terceiro Olho e integração/compreensão do nosso Ser Espiritual, e “Coração Mente”, a Consciência do coração como nova forma de pensar e de estar/sentir a realidade), ativação de “novos” sentidos como a Intuição, a Visão de campos energéticos (eletromagnéticos), novas formas de comunicação emocional, telepática, etc.

A nível mental, iremos transitar do pensamento egoíco (do Eu), do individual para um pensamento mais universalista, como parte de um Todo, para o Todo e em prol do Bem Supremo do Todo, unicamente!

E finalmente, a nível emocional. Tal como a transformação do corpo físico, primeiramente temos de passar por uma limpeza emocional. Este é um processo também um pouco “doloroso” e complexo, o que devemos prestar mais consciência, visto que sem esta limpeza e estabilização, nenhum dos outros (físico e mental) poderão evoluir. Este é o nosso verdadeiro “calcanhar de Aquiles”. Porque nos identificamos com as nossas emoções, porque “deixamos” que sejam as nossas emoções a determinar o nosso “caráter”. Mais uma grande ilusão do Medo a ser desvendada. Cada um de nós tem as duas forças: o Amor, a nossa parte “positiva” e o Medo, o nosso lado mais sombrio e “negativo”. Todos, sem exceção! E o que determina o nosso carácter são as nossas decisões, as nossas escolhas. Mais uma vez, o Livre Arbítrio a determinar o nosso rumo!

Dependente da nossa “bagagem emocional”, e de mecanismos como a Aceitação, o Perdão, a Paciência, esse processo será mais ou menos fácil. Novamente o Livre Arbítrio no comando da ação!

Então, porque estamos a ser bombardeados com emoções confusas? Primeiro para dar inicio á limpeza emocional, mas também por uma questão de resistência, quer do Ego individual, que não vai deixar de protagonizar sem dar alguma luta obviamente, e também pela resistência do próprio Ego Coletivo da Terceira Dimensão. Vamos supor esse Ego Coletivo como uma entidade energética, ou uma realidade frequencional que deixará de fazer sentido e por conseguinte, deixará de existir, o Medo!

Como nos podemos defender? Todas as chaves já foram apresentadas, cabe-nos agora somente relembrar.

Livre Arbítrio, escolhemos conscientemente se essas emoções nos irão destabilizar, se iremos novamente identificar-nos com elas e reagir reactivamente, ou não. Podemos também tomar consciência da sua existência, tentar compreender o seu porquê, por exemplo se resta em nós, na nossa bagagem emocional ainda algo a resolver e aceitar.

Mudar conscientemente da energia do Medo para a frequência do Amor. Mais uma vez, esta é uma ESCOLHA. Nesta decisão, não só vemos a realidade como ela realmente é, como também acedemos rapidamente às soluções dos nossos desafios, e compreensão da existência dos mesmos. Lembrem-se que cada desafio é uma lição para a compreensão e Consciencialização!

E por fim, somos frágeis enquanto corpo, enquanto indivíduos, mas cada um de nós é muito mais do que um corpo ou um individuo, cada um de nós é feito à semelhança do Criador, somos uma Alma, uma energia, que não existe por si só, mas sim parte do Todo que é o Universo. Não podemos ser destruídos, somente transformados, somos intemporais, indestrutíveis e eternos. A fragilidade e a solidão são ilusões.

Vivemos uma época de um falso conflito interno e externo, tudo parte da resistência acima referida. Não se deixem iludir mais. Nós não precisamos de proteções, amuletos, invocações ou ajudas “divinas”. Alias, todo o conceito que vos ponha de volta na frequência da dualidade e polaridade, o Bem versus o Mal, “tens de escolher de que lado estás”, “tens de combater as forças do mal”, “necessitas de proteção”… tudo isso são mais ilusões, para perpetuar a mentalidade e frequência do Medo.

Estamos em época de transição, e quem começou a sua caminhada do Despertar já não pertence à Terceira Dimensão, por lógica de raciocínio. Basta acedermos à nossa essência, à frequência do Amor Universal, e cada desafio será compreendido e ultrapassado!

Namastê!

Eli de Lemos

UMA PEQUENA (VERDADEIRA) HISTÓRIA… ATOS DE BONDADE

Sempre acreditei que a única forma de cada um de nós mudar o mundo, o nosso mundo, é através de atos aleatórios de bondade. Todos nós podemos ajudar com um único sorriso que pode encorajar alguém, ou uma pequena ajuda aos sem-abrigo que encontramos todos os dias. Mas essa história não é sobre os meus atos aleatórios de bondade, mas um ato incrível de alguém que não tinha nada de material para dar ou partilhar e, no entanto, mostrou-me o maior exemplo de uma vida.

 

Uma vez, no meu caminho de volta a casa do trabalho, eu estava particularmente feliz. Um sem-abrigo aproximou-se na rua e pediu-me alguns trocos. Como eu estava tão grata nesse dia, decidi dar-lhe todas as moedas que tinha, e que honestamente não precisava. O homem sorriu e ficou muito surpreendido com a quantia, tão fora do seu habitual. Em vez de simplesmente agradecer-me e seguir o seu caminho, o homem, que eu vergonhosamente não sei o nome, tentou agradecer-me não com palavras, ou com um sorriso caloroso, mas com a única coisa que ele tinha: o seu guarda-chuva! Fiquei admirada, a minha frente estava um homem com “nada” e que por gratidão estava disposto a dar-me a única coisa que o mantinha seco da constante chuva holandesa! Educadamente rejeitei, já tinha o meu próprio guarda-chuva e ele precisava muito mais do que eu. Não foi fácil convencê-lo sem ofender o seu ato tão incrível e corajoso, mas ele aceitou no final, novamente com o mais grato sorriso que alguma vez recebi.

 

Foi a primeira vez que presenciei um verdadeiro ato de generosidade e bondade para além das palavras! Isso só prova que a verdadeira compaixão é quando partilhamos o que temos e precisamos, e não apenas aquilo que nos resta!

 

Eli de Lemos

Olá, mundo!

This is your very first post. Click the Edit link to modify or delete it, or start a new post. If you like, use this post to tell readers why you started this blog and what you plan to do with it.

Happy blogging!

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: