Da maior escala possível à infinitamente menor das partículas, tudo pulsa. Desde a teoria do Big Bang – Big Crunch, ao batimento do nosso coração, e o átomo vibrante, assim é a Pulsação da Vida e da Criação!

heart pulse

 

Os sete princípios herméticos descrevem:

 

III. O Princípio da Vibração.

“Nada está parado; tudo se move; tudo vibra.”

 

  1. O Princípio do Ritmo.

“Tudo tem fluxo e refluxo; tudo, em suas marés; tudo sobe e desce; tudo se manifesta por oscilações compensadas; a medida do movimento à direita é a medida do movimento à esquerda; o ritmo é a compensação.”

O CAIBALION

 

De acordo com as 12 Leis Universais:

 

  1. A Lei da Vibração: “Tudo no Universo se move, vibra, e viaja em padrões circulares. Os mesmos princípios de vibração no mundo físico se aplicam aos nossos pensamentos, sentimentos, desejos e vontades no mundo etérico. Cada som, coisa, e até mesmo pensamento tem sua própria frequência vibracional, única em si mesma.”

 

  1. A Lei do Ritmo: “Tudo vibra e se move a certos ritmos. Esses ritmos estabelecem estações, ciclos, fases de desenvolvimento e padrões. Cada ciclo reflete a regularidade do universo de Deus. Mestres sabem como superar partes negativas de um ciclo por nunca ficar muito animado ou permitindo que as coisas negativas para penetrar sua consciência.”

Fonte: http://passarinhosnotelhado.blogspot.pt/2013/11/as-12-leis-universais.html

 

circular patterns

 

O Pulso da Vida é a respiração universal, a eterna dança. A vida é um movimento contínuo, Energia vibratória que cria o Espaço, o Tempo e a Matéria. A Consciência Universal a expandir e contrair, manifestando-se, transformando-se, criando e recriando. Entropia e Sintropia em ritmos simultâneos. Orgânicos e Inorgânicos, toda matéria é energia, pulsátil, vibrando energia.

 

“Uma vibração molecular ocorre quando átomos em uma molécula estão em movimento periódico enquanto a molécula como um todo tem um constante movimento de rotação e translação. A frequência do movimento periódico é conhecida como uma frequência de vibração e o típico frequências de vibrações moleculares variam de menos de 1012 para aproximadamente 1014 Hz.”

– Traduzido de “Molecular Vibration”, https://pt.scribd.com/document/321128650/Molecular-Vibration

 

pulsar nebulosa Caranguejo

Pulsar da Nebulosa do Caranguejo

 

“(…). Os processos de feedback/feedforward de informação acontecem em todas as escalas, para que a autoconsciência de sistemas vivos complexos sejam informados por, e informar o campo Planck, onde a informação está presente instantaneamente através do espaço e tempo.”

–           The Unified Spacememory Network: From Cosmogenesis to Consciousness, por Nassim Haramein, William Brown e Amira Val Baker.

 

H20 – A Pulsação que Cura

 

O Pulso da Vida é o facilitador da Vida, criando a própria vida, portanto a borbulhar com o puro poder curativo da Fonte. Ao compreendermos a dinâmica universal da pulsação universal e sintonizarmo-nos conscientemente com o seu fluxo, podemos auto curar-nos, a partir da nossa Fonte interior: o Coração.

 

A nossa presente matriz holográfica é binária na sua base, a dinâmica entre a energia feminina e masculina que se traduz e correlaciona-se a todas as manifestações.

 

yin yang

Yin                       Yang

Feminino                            Masculino

Negativo                             Positivo

Noite                                    Dia

Contração                           Expansão

Sintropia                             Entropia

Passivo                                Ativo

 

Dar Amor; Receber Gratidão

 

Segundo o Dr. Masaru Emoto, “o amor é uma palavra ativa e gratidão passiva. (…) O amor precisa ser baseado na gratidão, e a gratidão precisa ser baseada no amor. Estas duas palavras criam a mais importante vibração. E é ainda mais importante que possamos compreender o valor destas palavras.”

love gratitude

 

“Por exemplo, sabemos que a água é representada como H2O. Se tivéssemos de analisar o amor e gratidão como um par, a Gratidão é o H e o Amor é o O. A água é a base que não só apoia mas também permite a existência de vida. No meu entendimento do conceito de yin e yang, da mesma forma que existe um O e dois H’s, precisamos também de uma parte de yang/amor para duas partes de yin/gratidão, a fim de chegar a um ponto de equilíbrio na equação.” – Masaru Emoto (AS MENSAGENS ESCONDIDAS NA ÁGUA”)

 

Como qualquer par natural infalível, o Amor e a Gratidão capacitam-se um ao outro, dão “vida” a si mesmo e ao outro, sempre interligados, eternamente em balanço cósmico.

 

A partir da próxima respiração, possamos todos inspirar (inalar) com Gratidão (Receber) e expirar com Amor (DAR), capacitarmo-nos de dentro para fora, e revigorarmos o nosso meio ambiente e de toda a vida com que temos contato:

 

Inspire: “Obrigado, obrigado, obrigado” (18 vezes = 2 ciclos de 9);

Expire: “Amor, Amor, Amor” (9 vezes = 1 ciclo).

 

Este simples exercício revela-nos um outro lado do habitual conceito espiritual de “Dar e Receber”.  Normalmente a ideia base é: primeiro DAMOS energia, para depois RECEBER. No entanto, se considerarmos a fórmula da água (H20) como dinâmica de referencia, primeiro RECEBEMOS (H) para que possamos DAR (O). E faz todo o sentido, se considerarmos a importância do amor próprio como prioridade e auto cura para que depois tenhamos a energia a transbordar para ajudarmos os “outros”.

 

Outra grande vantagem deste exercício é a despolarização da energia bloqueadora. A nossa Mãe Terra é feminina de natureza, assim como todos os organismo que dela são gerados e por Ela cuidados. Mas infelizmente, e já desde há um bom tempo, a nossa Terra tem sido “carregada” de energia masculina, o que logicamente e por interligação tem gerado cada vez mais desequilíbrios nos seres biológicos.

 

Ao aplicarmos a intenção da Pulsação H2O, primeiramente a energia feminina e em dobro, melhor serão as nossas chances de cura e limpeza de energia densas, as que não nos são “naturais”.  Despolarizamos mais facilmente assim como melhoramos significativamente a nossa interligação com a Fonte Mãe Terra, e com o Todo.

 

Ao intencionalmente (conscientemente) definirmos a dinâmica, restauramos o nosso equilíbrio interior e a forma como interagimos com o nosso ambiente. Como parte de um campo unificado, reflete-se automaticamente na nossa projeção eletromagnética, a nossa aura. Mudar o mundo exterior renovando o nosso interior!

 

expand aura

 

  1. A Lei da Transmutação de Energia Perpétua: “Todas as pessoas têm dentro de si o poder de mudar as condições em suas vidas. Vibrações mais elevadas consumir e transformar as mais baixas, assim, cada um de nós pode mudar as energias em nossas vidas através da compreensão das leis universais e aplicar os princípios de tal forma a efetuar a mudança.”

(As 12 Leis Universais – http://passarinhosnotelhado.blogspot.pt/2013/11/as-12-leis-universais.html)

 

Eli de Lemos

 

Anúncios